- Índice Fundamental do Direito


Legislação - Jurisprudência - Modelos - Questionários - Grades


Alimentos  - Petições

EXMO. SR. JUIZ DE DIREITO DA 2ª VARA DE FAMÍLIA E SUCESSÕES DA COMARCA DE CAMPO GRANDE - MS.

(doze linhas)

Processo nº 000

 PELÉ DE LIMA, brasileiro, separado judicialmente, residente e domiciliado à Rua Monsenhor Sarion, nº 42, Jardim Aero Rancho, nesta cidade, portador da cédulade identidade RG nº 375.822 SSP-MS e CPF nº 202.716.461-81, nos autos da Ação de Execução de Alimentos, que lhe promove seus filhos RAIMUNDA DE LIMA e RAIMUNDO DE LIMA, a primeira assistida e o segundo representado por sua genitora Xuxa Menegel de Lima, vem,por seu advogado infra-assinado, justificar a impossibilidade de efetuar o pagamento das pensões alimentícias devidas, conforme expõe abaixo:

Na época do acordo firmado em decorrência da separação judicial, o Executado se comprometeu a pagar a título de pensão alimentícia aos exeqüentes, o valor referente a um (01) salário mínimo, que deveria ser depositado até o dia dez (10) de cada mês.

Ocorre que o Executado está desempregado desde fevereiro de 1992, conforme cópia da Carteira de Trabalho em anexo, realizando somente alguns serviços eventuais que praticamente não o possibilita cumprir regularmente com a obrigação assumida, encontrando atualmente em dificuldades financeiras para quitar o débito ora em execução.

 Mas mesmo assim tem contribuído com o valor da pensão na medida do possível, os exeqüentes cobram a pensão alimentícia devida desde agosto-96, conforme demonstrado na inicial, sendo que no mês de setembro-96, o Executado efetuou um depósito na conta bancária da representante dos Exeqüentes, no valor de R$ 60,00 (Sessenta reais), conforme cópia do recibo em anexo, valor este que dispunha na época.

 É de se observar entretanto que os exequentes cobram valores que já receberam, e mesmo encontrando grande dificuldade o executado tem contribuído sim para os alimentos de seus filhos, não no valor estipulado judicialmente, mas na medida do possível de seus proventos.

 DO PEDIDO

Diante do exposto, REQUER:

Seja acolhida a presente justificativa, pelos argumentos já demonstrados, encontrando-se em dificuldades financeiras para pagamento do referido débito, eximindo-o de qualquer penalidade. Há de se ressaltar entretanto que assim que o executado conseguir algum ganho, depositará os valores referente a pensão.

Seja concedido os benefícios da Justiça Gratuita, conforme declaração anexa.

Protesta provar o alegado por todos os meios de prova em Direito admitidas em especial documental e pericial.

Termos em que

P. Deferimento

 

.........................  ....., de ....................... de ..................

 

OAB


Ir para o início da página

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Ir para o início da página